A permanência de Felipe Gedoz para disputar a Série B ainda é uma incógnita no Remo. A negociação é tratada com cuidado e sigilo pela diretoria do clube, já que o meio-campista possui contrato com o Nacional, do Uruguai, e uma possível transferência em definitivo pode significar ter que arcar com altas cifras. Em entrevista coletiva nesta sexta-feira, o próprio jogador também não quis se aprofundar sobre a negociação com o Leão.

– Eu já tive muitos questionamentos sobre isso, mas eu estou pensando nessa final [da Copa Verde]. Para mim é muito mais importante, no momento, do que a minha permanência ou qualquer outra coisa – frisou.

"Obviamente que a gente está conversando. A gente sabe que o meu contrato não é aqui, é lá fora. Mas, como disse, estou, eu mesmo, pensando somente nessa final. E aí sim, depois da final, vamos sentar, conversar e ver qual que é o melhor futuro para o Gedoz”.

— Felipe Gedoz, meia do Remo

Felipe Gedoz está emprestado ao Remo desde o início de novembro. O atual vínculo do meia com o Leão encerra no próximo dia 28, véspera da estreia dos azulinos no Campeonato Paraense.

Independente da continuidade ou não no clube, Gedoz contou ter ficado surpreso com o carinho que tem recebido da torcida nas redes sociais.

– Muito feliz, na verdade. Como todo mundo falava da torcida, mas eu não tinha e ainda não tenho a noção do que é a grandeza desse clube e dessa torcida. Mas, aos poucos, a gente vai se encaixando junto a eles. Fico muito feliz, porque recebi e recebo muitas mensagens positivas, muitas energias positivas e isso me favorece também – contou.

Outro fator que pode pesar a favor da permanência do jogador é a adaptação à cidade e ao clima de Belém. O desempenho oscilou no começo, mas o meio-campista tem crescido de produção e se tornado uma referência técnica no time titular.

– A gente procura se adaptar e evoluir dia após dia. Acho que o tempo aqui em Belém, me ajudou muito está me ajudando, pela adaptação, pelo clima, por tudo em geral – concluiu Gedoz.

A final da Copa Verde, contra o Brasiliense, será disputada em dois jogos. A ida acontece neste domingo, a partir das 15h30, no Estádio Mané Garrincha – e não mais na Boca do Jacaré. Já o retorno em Belém será no Mangueirão, na próxima quarta-feira (24), às 16h. Pode ser a última partida de Gedoz com a camisa azulina.


Ge.globo.com

Deixe seu Comentário