Manaus e Remo empataram em 1 a 1 neste sábado, na Arena da Amazônia, pelo jogo de ida das semifinais da Copa Verde. O Gavião abriu o placar aos seis minutos do pimeiro tempo, com Diego Rosa, que se isolou como artilheiro da equipe na edição de 2020 - e na história do clube na competição, mas Wellington Silva empatou aos 43 do segundo tempo. O Gavião ainda teve Thiago Spice expulso, aos 10, e gol anulado de Ramon logo depois.

PRIMEIRO TEMPO

Quem esperava um início de jogo mais estudado foi surpreendido. Pela primeira vez atuando na capital amazonense em 2021, o Manaus fez valer o fator casa e foi para cima do Remo. A coragem foi recompensada com gol cedo, logo aos seis minutos. Após falha de Marlon, Erivélton tabelou com Gabriel Davis, que entrou com facilidade na área e cruzou rasteiro para Diego Rosa marcar o quarto gol dele na Copa Verde. O Remo não sentiu o baque e foi em busca do empate.

Criou, num intervalo de 15 minutos, quatro boas chances para igualar o marcador, sendo duas com Augusto, mas parou na falta de pontaria. Reativo, o Manaus chamava o adversário para seu campo e saía no contra-ataque. Com essa estratégia, chegou duas vezes. Numa Erivelton não alcançou e na outra Vinícius Barba obrigou seu xará Vinícius a fazer grande defesa. O Remo ainda chegou novamente nos acréscimos, mas o placar se manteve até o intervalo.

SEGUNDO TEMPO

O Remo voltou do intervalo ligado no 220, tanto que em cinco minutos levou perigo duas vezes. Primeiro Felipe Gedoz cobrou falta na marca do pênalti, Kevem subiu livre para cabecear, e a bola passou tirando tinta da trave. No lance seguinte, Wallace apareceu livre na entrada da área e chutou rasteiro. Rafael se esticou todo para defender. Aos 10 minutos, Thiago Spice acertou um cotovelada em Hélio e foi expulso, deixando o Manaus com menos um.

Com menos, curiosamente, o Manaus conseguiu equilibrar o jogo, principalmente devido a boa atuação dos jogadores de meio de campo. O Gavião imprimiu marcação por zona e, enquanto levava poucos sustos na defesa, se arriscava com chutes de longe e contra-ataques velozes na frente. Com a saída de Gabriel Davis, aos 35, o Manaus tentou de todas as formas administrar o resultado teve sucesso até os 42, quando Wellington Silva aproveitou rebote de Rafael para empatar.

Manaus e Remo voltam a se enfrentar na próxima quinta-feira, a partir das 16h (de Brasília), pela volta das semifinais, no Mangueirão. Quem vencer se classifica para enfrentar Vila Nova ou Brasiliense. Uma nova igualdade leva a decisão para os pênaltis. O gol fora de casa não é critério de desempate.


Ge.globo.com

Deixe seu Comentário