Enquanto a vacina para a Covid-19 ainda não chega ao Brasil, os times de futebol profissional vão procurando manter as medidas de prevenção para adiar os contágios ao máximo e evitar perdas nas competições. Olhando para a realidade paraense, Remo e Paysandu já conviveram com o problema ao longo da Série C do Brasileiro e a situação ainda pode chegar ao quadrangular decisivo pelo acesso. A situação do Leão, porém, pode ser avaliada com mais alerta comparada com a do Papão quando o assunto é a possibilidade de não contar com jogadores importantes nos próximos jogos.

Segundo apuração extraoficial do ge Pará, do time base considerado titular do Remo, apenas o volante Lucas Siqueira, o meia Eduardo Ramos e o também meia-atacante Felipe Gedoz, ainda na época que atuava pelo Nacional, do Uruguai, já contraíram Covid-19.

Ou seja, o Leão ainda corre o risco de perder atletas contra o maior rival, Londrina e Ypiranga. Eis a equipe considerada principal: Vinícius; Ricardo Luz, Rafael Jansen, Mimica e Marlon; Charles, Lucas e Eduardo Ramos; Gedoz, Hélio e Salatiel. Olhando para o restante do elenco, 11 reservas contraíram a doença e aumentariam as opções do técnico Paulo Bonamigo em caso de perdas de titulares por Covid.

No Paysandu, caso não aconteçam reinfecções, o técnico João Brigatti terá menos dores de cabeça. Do time que vem atuando por mais vezes no Papão, somente o volante PH passou imune, até aqui, na pandemia. De resto, todos já testaram positivo. Eis a formação bicolor: Paulo Ricardo; Tony, Perema, Micael e Bruno Collaço; Uchôa, PH e Juninho; Marlon, Uilliam Barros e Nicolas.

Aproximadamente 90% do elenco do Paysandu na Série C já teve Covid-19, de acordo com dados conseguidos extraoficialmente pela reportagem.


Ge.globo.com

Deixe seu Comentário