A edição da Copa Verde 2020 será realizada apenas no ano que vem. Foi o que informou o secretário-geral da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), Walter Feldman, nesta quinta-feira, durante a reinauguração do Estádio Kleber Andrade, no Espírito Santo. Em entrevista para a imprensa capixaba, Walter projetou que a competição inicia em janeiro de 2021.

“Tratamos disso ontem (quarta-feira). Há um compromisso do presidente (Rogério) Caboclo, do diretor de competições Manoel Flores de nós cumprirmos o calendário completo. Nove competições já foram reiniciadas, todas vocês estão acompanhando, com sucesso, com responsabilidade sanitária, com realização de testes. Mais de 600 partidas, mais de 25 mil testes e não temos tido nenhum problema. Hoje o Brasil é referência mundial de futebol e responsabilidade na área de saúde e nós temos um compromisso de reiniciar a Copa Verde no início do ano que vem, com a presença do Espírito Santo”, afirmou Walter Feldman, em entrevista para o Globo Esporte do Espírito Santo.

O campeonato chegou a ter a realização ameaçada por causa da pandemia do novo coronavírus. No entanto, a CBF confirmou há três meses que a Copa Verde seria realizada e buscava apenas uma forma de encaixar a competição no calendário.

A competição é interessante para os times do norte, centro-oeste e o Espírito Santo, já que garante vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil. Remo e Paysandu participaram de todas as edições, sendo que o alviceleste possui dois títulos. O Cuiabá é o atual campeão da Copa Verde.


Fonte: Oliberal.com

Deixe seu Comentário